Início Saúde 5 mitos sobre o mel: verdade ou mentira?

5 mitos sobre o mel: verdade ou mentira?

O mel é um produto de excelência, mas está associado a alguns mitos. Conhece-os? Descubra 5 mitos sobre o mel: verdade ou mentira?

mitos sobre o mel
5 mitos sobre o mel: verdade ou mentira?

Descubra 5 mitos sobre o mel. Existem produtos que são particularmente associados a alguns mitos que convém conhecer para não cair em enganos. O conhecimento de nutricionistas revela-se muito importante para o esclarecimento de algumas afirmações polémicas que, quando são analisadas pelos peritos, revelam-se muitas vezes falsas. São mitos criados que convém fazer desaparecer.

Há, no entanto, algumas afirmações que são frequentemente referidas e que se revelam verdadeiras. Com o conhecimento das pessoas certas, podemos separar o “trigo do joio”, podemos distinguir as verdades dos mitos.

mitos sobre o mel
5 mitos sobre o mel: verdade ou mentira?

5 mitos sobre o mel: verdade ou mentira?

Características

O mel está presente em inúmeras casas, pois é um produto absolutamente fascinante, único, com diversas características que o tornam verdadeiramente especial. Podemos perceber que o mel gera diversos benefícios para a saúde, pois ele tem na sua composição diversas propriedades que se revelam preciosas para o nosso organismo. Por exemplo, as vitaminas presentes no mel (como as vitaminas A, B1, B2, B3, B5, B6, B7 e C), a proteína, os sais minerais são parte da vasta riqueza deste alimento.


Leia também: 20 benefícios do mel para a saúde


mitos sobre o mel
5 mitos sobre o mel: verdade ou mentira?

Versatilidade

Este alimento, elaborado pelas abelhas a partir do néctar recolhido das flores, tem vindo a ser muito usado pelas pessoas, pois apresenta características únicas. Além de poder substituir o açúcar e adoçar o café, o leite, a água ou outro produto, o mel também é usado em diversas receitas, nomeadamente na doçaria.

Benefícios

Além do mel se revelar bastante saboroso e de fazer parte de receitas absolutamente irresistíveis, este produto alimentar contém vários nutrientes que se revelam preciosos para a saúde do nosso organismo.

Apesar de existirem muitos estudos a defender os diversos benefícios do consumo regular e moderado do mel, a verdade é que ainda há muitas pessoas a colocar em questão esses benefícios, defendendo mesmo uns supostos malefícios que o alimento traz para a saúde.

mitos sobre o mel
5 mitos sobre o mel: verdade ou mentira?

Tabela de valor nutricional do mel (100 gr)

NUTRIENTE QUANTIDADE % VD*
Valor energético 309.2kcal=1299 0,15
Carboidratos 84,0g 0,28
Cálcio 10,2mg 0,01
Vitamina C 0,7mg 0,02
Manganês 0,4mg 0,17
Magnésio 5,5mg 0,02
Fósforo 3,9mg 0,01
Ferro 0,3mg 0,02
Potássio 99,3mg
Zinco 0,2mg 0,03
Tiamina B1 0,1mg 0,07
Sódio 6,0mg 0

* % Valores diários com base numa dieta de 2.000 Kcal ou 8.400kj. Os seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo das suas necessidades.

Análise aos mitos e verdades

Tendo em conta as dúvidas geradas, convém esclarecer algumas afirmações que são frequentemente proferidas e dizer se elas são verdadeiras ou se são falsas.

mitos sobre o mel
5 mitos sobre o mel: verdade ou mentira?

Questão: “O mel não deve ser consumido diariamente? Faz mal!.”

Mito! É mito afirmar que o mel não deve ser consumido diariamente.

Justificação: Se o consumo for moderado, o mel pode e deve ser consumido diariamente. Devemos, contudo, saber escolher o melhor produto, nomeadamente um mel que seja o mais natural e puro possível, pois os efeitos positivos para o nosso organismo que aqui mencionamos não ocorrem em alimentos com aditivos de sacarose.

Um consumo diário, mas moderado pode efetivamente gerar muitos benefícios para a saúde. A pele, por exemplo, é uma das partes do corpo que beneficia desse consumo regular e moderado.

mitos sobre o mel
5 mitos sobre o mel: verdade ou mentira?

Questão: “O mel não deve ser consumido durante a menopausa? Faz mal!”

Mito! É mito afirmar que o mel não deve ser consumido durante a menopausa.

Justificação: Não há problema algum no consumo de mel por parte de mulheres que estão no período da menopausa. Antes pelo contrário, há benefícios!

O consumo de mel revela-se particularmente valioso nesta fase da vida das mulheres, pois elas sofrem uma quebra de estrogénio e cálcio. Uma forma de repor esses elementos é com um consumo regular e moderado de mel. Este produto contribui para essa reposição, melhorando assim a saúde feminina.

mitos sobre o mel
5 mitos sobre o mel: verdade ou mentira?

Questão: O mel age contra o envelhecimento e determinadas doenças?”

Verdade! Sim, o mel tem propriedades que permitem concluir essa tese.

Justificação: A razão para justificar esta afirmação está no facto do mel ser uma fonte rica em antioxidantes. Assim, o mel contribui para a redução do impacto da ação dos radicais livres que, assim, deixam as células do nosso corpo mais protegidas.

O mel, pelas suas propriedades, não só atrasa os efeitos do envelhecimento natural, como reduz o risco de se sofrer de doenças como o Alzheimer.


Leia também: Descubra o que acontece se beber café com canela


mitos sobre o mel
5 mitos sobre o mel: verdade ou mentira?

Questão: O mel é um ótimo aliado para solucionar os problemas de garganta?”

Verdade! Revela-se um bom remédio caseiro para solucionar esses problemas.

Justificação: Não é surpresa. A nossa avó e a nossa mãe já recomendavam o mel para as dores de garganta, não era?

E tinham razão!, pois o mel atua nas mucosas e lubrifica a garganta, contribuindo para a redução da irritação na garganta e para o amenizar das dores.

mitos sobre o mel
5 mitos sobre o mel: verdade ou mentira?

Questão: “O mel é um ótimo substituto do açúcar?”

Verdade! Pode e deve substituir o açúcar por mel, pois o mel é uma opção mais saudável.

Justificação: Deve optar antes por mel em detrimento do açúcar, pois o mel é mais saudável, possuindo um baixo índice glicémico.

No entanto, deve ser consumido moderadamente, recomendando-se que não ultrapasse as duas colheres por dia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.