Início Histórias 15 expressões saídas da publicidade que usamos vezes sem conta

15 expressões saídas da publicidade que usamos vezes sem conta

Há anúncios que entram na memória coletiva e passam a fazer parte da cultura popular. Recorde 15 expressões saídas da publicidade que perduraram no tempo.

_

5. Acredita nos glutões?

15 expressões saídas da publicidade que usamos vezes sem conta
Os glutões do Presto devoravam todas as nódoas. – 15 expressões saídas da publicidade que usamos vezes sem conta

Quem foi criança nos anos 80 provavelmente terá acreditado que existiam mesmo uns bonequinhos verdes que saíam da embalagem do detergente Presto para dar conta das nódoas mais difíceis. “Acreditar nos glutões” passou a ser sinónimo da ingenuidade de crer em coisas pouco razoáveis.

6. O que é Nacional é bom

Muito antes de Scolari nos encher as janelas e os carros de bandeiras portuguesas, já a secular marca de massas, farinhas, cereais e bolachas apelava ao nosso patriotismo. No léxico comum, o slogan extravasou o âmbito da marca nascida em 1849 e serve hoje para exaltar a qualidade de todo o tipo de produtos portugueses.

7. Vá para fora cá dentro

slogan lançado pelo então Ministério do Comércio e Turismo em 1995, numa campanha que desafiava os portugueses a passear pelo seu país, tornou-se tão natural como a nossa sede — e aqui está outra frase herdada da publicidade — de escapadinhas turísticas.

8. Sensação de absorção

15 expressões saídas da publicidade que usamos vezes sem conta
Clearasil – 15 expressões saídas da publicidade que usamos vezes sem conta

Num anúncio dos anos 90, designava o efeito da aplicação da pomada Clearasil nas borbulhas de uma adolescente. A expressão foi absorvida por ainda mais gente quando Herman José, criador de mil expressões, a adaptou para “sensação de absorção, mas ao contrário”.

(cont.)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.