Início Histórias 10 factos arrepiantes que talvez desconheça sobre Auschwitz

10 factos arrepiantes que talvez desconheça sobre Auschwitz

Conheça uma lista de informações arrepiantes de um dos maiores campos de concentração da Segunda Guerra Mundial: Auschwitz

_
06

10 factos arrepiantes que talvez desconheça sobre AuschwitzDurante o Holocausto, para salvar a própria família, uma mulher judia chamada Stella Kübler-Isaacksohn, denunciou mais de 3 mil judeus escondidos que tentavam escapar à Gestapo.

Mesmo depois de os nazis enviarem os seus pais e marido a Auschwitz em 1943, ela continuou a atuar como informadora até 1945.

07

10 factos arrepiantes que talvez desconheça sobre Auschwitz
Witold Pilecki

O soldado polonês Witold Pilecki voluntariou-se para ser enviado para Auschwitz, como prisioneiro, para reunir informações, escapar e, então, fazer com que o mundo inteiro ficasse a saber acerca do Holocausto e das atrocidades cometidas no campo de concentração.

08

10 factos arrepiantes que talvez desconheça sobre AuschwitzDurante o Holocausto, cerca de 60 milhões de Reichmarks — ou o que hoje seria equivalente a mais de 180 milhões de euros — foram gerados em Auschwitz graças ao trabalho escravo.

09

10 factos arrepiantes que talvez desconheça sobre AuschwitzHavia cerca de 170 mulheres nazis a trabalhar no campo de concentração, e a mais diabólica delas foi Irma Grese. Conhecida entre os prisioneiros como “A Cadela de Belsen”, Irma desfilava por Auschwitz usando botas pesadas, chicote e pistola.

Quando foi presa pelos soldados aliados, ela tinha nos seus aposentos abajures feitos com pele humana. A nazi foi condenada à forca aos 20 anos de idade pelos seus crimes.

10

10 factos arrepiantes que talvez desconheça sobre AuschwitzDos cerca de 7 mil nazis que trabalharam em Auschwitz durante a Segunda Guerra Mundial, apenas 750 foram punidos pelos seus crimes.
_

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.