Início Tradições Carne: 10 erros comuns ao cozinhar um bife

Carne: 10 erros comuns ao cozinhar um bife

Há algumas dicas que nos vão ajudar a fazer um bife perfeito!... Aprenda com as nossas dicas e evite 10 erros comuns ao cozinhar um bife.

erros comuns ao cozinhar um bife
Carne: 10 erros comuns ao cozinhar um bife

Aprenda com as nossas dicas e evite 10 erros comuns ao cozinhar um bife. Todos já fizemos bife para o almoço ou para o jantar. No entanto, o bife adequadamente cozinhado pode não ser assim tão fácil de preparar. Pelo menos, antes de conhecer estas dicas que iremos partilhar neste artigo. A verdade é que muitos cometem vários erros, sempre que escolhem fazer bife para a sua refeição. Atirar a carne diretamente para a frigideira instantes depois de o ter resgatado do frigorífico é um exemplo de um erro comum. Mas existem muitos mais erros que são frequentemente cometidos.

Carne: 10 erros comuns ao cozinhar um bife

erros comuns ao cozinhar um bife
Carne: 10 erros comuns ao cozinhar um bife

Viagem sem descanso: voo do bife do frigorífico diretamente para a frigideira

Definir com antecedência o que se vai fazer, é sempre importante. Independentemente da escolha que se faça, isso permite uma melhor preparação. Retirar o bife do frigorífico e colocá-lo diretamente na frigideira é um erro comum. Se se pretende um bom bife, adequadamente cozinhado, ele deve ser retirado do frio com antecedência.


Leia também: Aprenda a fazer arroz branco como nos restaurantes


Basta retirar o bife meia hora antes de o cozinhar. Deve pousá-lo na bancada da cozinha, fora do frio, para paulatinamente ficar à temperatura ambiente. O bife deve estar à temperatura ambiente quando aterra na frigideira quente. Se ele for frio/gelado para a frigideira, ele vai arrefecê-la. Se pretende um bife suculento por dentro e tostado por fora, então deve optar por respeitar a frigideira bem quente, não colocando nela um bife frio.

erros comuns ao cozinhar um bife
Carne: 10 erros comuns ao cozinhar um bife

Esquecer de secar os bifes primeiro

Para o exterior do bife ficar bem tostado, é essencial ele estar bem seco. Um bife húmido não permite esse objetivo que torna bem melhor a experiência de comer o bife. Uma folha de papel de cozinha, colocada à volta da carne, é o segredo para absorver toda a humidade nela presente.

Faça-o antes de colocar os seus bifes na frigideira (bem quente!) e verá que o resultado é bem melhor, com aquela ligeira e deliciosa crosta.

erros comuns ao cozinhar um bife
Carne: 10 erros comuns ao cozinhar um bife

Fazer a poupança no tempero

Se pretende um bife saboroso, então forneça-lhe todas as condições para atingir todo o seu potencial. Não basta colocar umas pedrinhas de sal no topo do bife. Há que ser temperado a toda a volta. Não se esqueça dos lados do bife, são filhos do mesmo pai, tempere também os lados do bife.

Recorra a flor de sal e pimenta moída, colocadas no momento que antecede o salto para a frigideira, e irá ter um bife suculento, repleto de sabor. Colocar o sal com muita antecedência, faz com que ele seque.

erros comuns ao cozinhar um bife
Carne: 10 erros comuns ao cozinhar um bife

Usar uma frigideira antiaderente

As frigideiras antiaderentes são ótimas para diferentes fins, mas não são as mais indicadas para o bife, que se pretende suculento no interior e com crosta no exterior. Para esse efeito, necessitamos que a frigideira esteja bem quente, mas o problema de usar uma frigideira antiaderente é que esta não aquece tanto como uma frigideira comum. Também não podem ir ao forno, pois não aguentam temperaturas muito elevadas.

Essas temperaturas elevadas são indispensáveis para se conseguir um bom bife, por isso as mais indicadas são as frigideiras de ferro fundido ou de aço inoxidável.

erros comuns ao cozinhar um bife
Carne: 10 erros comuns ao cozinhar um bife

Não aquecer a frigideira vazia

Colocar diretamente a frigideira (sem nada) na zona de aquecimento é a melhor forma de elevar a temperatura da frigideira. Bastam uns minutos a seco, sem nada, para a frigideira conseguir subir a temperatura para os valores pretendidos.

Só depois se deve colocar a gordura na frigideira. Esta elevada temperatura que se pretende não será obtida se colocar logo a gordura na frigideira. Se deseja saborear um bife mal passado, suculento e com crosta por fora, então siga estas dicas.

erros comuns ao cozinhar um bife
Carne: 10 erros comuns ao cozinhar um bife

Usar azeite

Como se pretende uma frigideira a temperaturas bastante elevadas, a melhor opção é colocar na frigideira óleo de girassol ou óleo de canola. Sabendo que o azeite é mais saudável que as outras opções, quando ele é usado nestas temperaturas, o azeite acaba por perder propriedades, pois vai queimar e, com isso, até se torna prejudicial para a saúde.

Por isso, a melhor opção para fazer o bife não é com azeite, mas com óleo de girassol ou óleo de canola, pois são gorduras que aguentam as altas temperaturas da frigideira bem quente.

erros comuns ao cozinhar um bife
Carne: 10 erros comuns ao cozinhar um bife

Mexer no bife, enquanto ele está na frigideira

A leve crosta que se pretende no exterior é difícil de ser formada, mesmo a elevadas temperaturas, se mexer constantemente no bife. É indispensável evitar essa tentação. Se o bife permanecer no mesmo local, sem ser mexido, irá caramelizar. Portanto, a carne ao tostar bem por fora, irá adquirir essa leve crosta.

São vários os erros que são cometidos, nomeadamente: rodar o bife (impede a carne de formar a crosta no exterior); virá-lo várias vezes (impede a carne de formar a crosta no exterior), pois as pessoas tendem em espetar-lhe um garfo para fazer buracos (seca a carne).


Leia também: Aprenda a fazer batatas assadas deliciosas: receita e segredos


Só deve virar o bife uma vez e apenas quando a parte de baixo, que está sob altas temperaturas, está já com a desejada crosta (o que acontece quando o bife deixa de estar colado à frigideira).

erros comuns ao cozinhar um bife
Carne: 10 erros comuns ao cozinhar um bife

Não levar o bife ao forno

São muitos os que o desconhecem e são poucos os que o fazem, mas o bife deve ser colocado no forno, mesmo que se pretenda um bife mal passado. Este é um segredo que ajuda o bife a ficar no ponto de excelência.

estágio na frigideira é uma experiência necessária para selar a carne, depois de tostá-la por fora, de adquirir a crosta de todos os lados, o bife deve passar do fogão para o forno, devendo ser colocada a própria frigideira no forno. Tal permitirá que a carne fique suculenta no interior.

Caso pretenda, deliciar-se com um bife do lombo alto, coloque o forno a 230º C e deixe que ele habite o interior do forno por uns 6 minutos. O tempo dentro do forno deve ter em conta dois fatores, se a carne é alta e se pretende um bife bem ou mal passado.

Sugestão: Médio-mal = 7m; Médio = 8m; Médio-bem = 9m; Bem passado = 10m.

erros comuns ao cozinhar um bife
Carne: 10 erros comuns ao cozinhar um bife

Não deixar a carne assentar, depois de estar cozinhada

É importante tapar o bife (para que não arrefeça) e deixar que este descanse por 5 a 10 minutos. Tal procedimento impede que o bife fique seco. Aliás, ele ficará mais tenro, suculento e irresistível, pois irá absorver todos os sucos.

erros comuns ao cozinhar um bife
Carne: 10 erros comuns ao cozinhar um bife

Cortar a carne paralelamente aos veios

Um corte feito de forma perpendicular aos veios da carne é a forma mais indicada para obter as fatias mais tenrinhas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.