Início Histórias Vídeos secretos de OVNIs da Marinha e Força Aérea americana divulgados

Vídeos secretos de OVNIs da Marinha e Força Aérea americana divulgados

A Marinha e a Força Aérea dos Estado Unidos divulgaram vídeos secretos de Ovnis, filmados pelos seus pilotos durante operações militares.

528
Vídeos secretos de OVNIs da Marinha e Força Aérea americana divulgados
Vídeos secretos de OVNIs da Marinha e Força Aérea americana divulgados

Vídeos secretos de OVNIs da Marinha e Força Aérea americana divulgados

A Marinha e a Força Aérea dos Estado Unidos divulgaram vídeos secretos de Ovnis, filmados pelos seus pilotos durante operações militares.

Um ex-funcionário de inteligência do governo americano, Christopher Mellon, acredita que o Pentágono precisa urgentemente de um Fox Mulder da vida real.

Mellon argumentou que os militares não investigam devidamente os relatos estranhos de OVNIs feitos por membros da Marinha e da Força Aérea dos EUA, e que estes, mesmo que não sejam de naves alienígenas, merecem atenção.

Em dezembro do ano passado, o Departamento de Defesa americano divulgou dois vídeos anteriormente classificados como confidenciais.

Neles, os pilotos mostram-se surpresos ao encontrar objetos voadores não identificados que pareciam acelerar rapidamente, sem meios óbvios de propulsão. Semelhantes a manchas no céu, os OVNIs tinham cerca de 12 metros de comprimento e supostamente podiam mergulhar milhares de metros a alta velocidade:


_

Ceticismo

O jornal americano The New York Times informou, em dezembro, que o Departamento de Defesa gastou US$ 22 milhões, entre 2007 e 2012, para investigar OVNIs.

A empresa contratada para fazer o trabalho, Bigelow Aerospace, tinha ligas metálicas de objetos aéreos não identificados armazenadas em Las Vegas. Luis Elizondo, que dirigia o programa, denominado Programa Avançado de Identificação de Ameaças Aeroespaciais, agora dirige programas de segurança global para a To the Stars Academy of Arts and Science, uma empresa privada de pesquisa em ciência e engenharia da qual Mellon é conselheiro.

A reação à matéria do New York Times e ao lançamento dos vídeos foi mista. Alguns, como Robert Sheaffer, ficaram céticos e argumentaram que todo o programa do Pentágono era um projeto defendido por verdadeiros crentes de OVNIs que apresentaram muito pouco material para compensar os seus esforços. Outro fator é que o dono da Bigelow Aerospace foi um grande doador para a campanha do ex-senador Harry Reid, que liderou o estabelecimento do programa.

Outros, ainda, apontaram que a sequência dos vídeos não era clara, de forma que eles podem ter sido alterados em algum momento.

Podem não ser aliens, mas temos que saber o que é

Mellon, no entanto, afirma que avistamentos de objetos estranhos são bem conhecidos entre o pessoal da defesa e inteligência, só que ninguém quer ser ridicularizado por chamar a atenção para os fenómenos inexplicados.

De acordo com o ex-funcionário do governo americano, não é necessário que o OVNI seja uma nave alienígena para ser digno de investigação. Os objetos podem ser exemplos de tecnologia avançada de militares estrangeiros, o que seria alarmante por si só.

“Um esforço verdadeiramente sério envolveria, entre outras coisas, analistas capazes de examinar dados infravermelhos de satélites, bancos de dados de radar NORAD e sinais e relatórios de inteligência humana”, escreveu Mellon para o The Washington Post.

O orçamento anual de inteligência dos EUA – US$ 50 bilhões – poderia cobrir esses custos. “O que falta, acima de tudo, é o reconhecimento de que esta questão merece um sério esforço de recolha e análise”, concluiu.

Autora: Natasha Romanzoti
_

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.