Início Cultura Fotografia Um passeio fantástico pelo Algarve desaparecido

Um passeio fantástico pelo Algarve desaparecido

Um Algarve muito diferente dos dias de hoje. Conheça o Algarve desaparecido de Artur Pastor, um dos maiores fotógrafos portugueses do século XX.

3838
Um passeio fantástico pelo Algarve desaparecido
Um passeio fantástico pelo Algarve desaparecido

Um passeio fantástico pelo Algarve desaparecido

Um passeio fantástico pelo Algarve desaparecido
Artur Pastor – Arquivo Municipal de Lisboa

Artur Pastor, um dos maiores fotógrafos portugueses do século XX, deixou um enorme espólio de imagens do Algarve antes das enchentes estivais desfigurarem a região.

Foi um dos homens que mais fotografou o país inteiro ao longo de boa parte do século XX. Artur Pastor (1922-1999), alentejano de Alter do Chão, apaixonou-se pelo Algarve enquanto cumpria o serviço militar, em Tavira, nos anos 40 do século passado.

Um passeio fantástico pelo Algarve desaparecido
Artur Pastor, fotografia de Artur Pastor (filho)

E foi nessa altura que tirou as primeiras fotografias da região. Poucos anos mais tarde, a propósito de uma das suas primeiras exposições, Motivos do Sul, confessaria ao jornal da região Povo Algarvio a razão de tantas vezes ter disparado a sua máquina naquelas paragens:

Quando parti, no Algarve ficou o meu coração de enamorado, nele deixei para sempre, preso aos seus poentes afogueados, ou ao mar branco das suas “açoteias”, o meu espírito em alvoraçada comoção. Depois, subsistiu sempre uma incessante saudade, o desejo constante de voltar.

A sua carreira prosseguiria em Lisboa ao serviço da Direção Geral dos Serviços Agrícolas, onde se tornaria “regente agrícola fotográfico”, função que o fez viajar por todo o país para registar, com a sua Rolleiflex, diversos postos agrários e brigadas técnicas.

Um passeio fantástico pelo Algarve desaparecido
Artur Pastor, fotografia de Artur Pastor (filho)

Fundou o arquivo dos serviços que deixaria com um legado de mais de dez mil fotografias. Ao longo de toda a sua vida nunca deixou de fotografar nem de expor. No ano anterior à sua morte, passou vários dias na Expo 98 a registar diversos aspetos do recinto e dos seus visitantes.

Após o seu desaparecimento, a família cedeu o seu espólio ao Arquivo Municipal de Lisboa que há quatro anos fez a primeira grande exposição dedicada ao autor, em três espaços distintos da cidade.

Conheça as 20 fotografias do Algarve desaparecido de Artur Pastor:

01

Um passeio fantástico pelo Algarve desaparecido
© Artur Pastor

Em Albufeira, como em toda a região, nos anos 50, havia mais pescadores que banhistas.

02

Um passeio fantástico pelo Algarve desaparecido
© Artur Pastor

Nesta época, as ruas de Albufeira não estavam invadidas por pubs com happy hours e néons que ferem a vista.

(cont.)

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.