São Valentim Viagreiro

As vergonhas que um apaixonado passa por causa daquela malta de Bruxelas!

0
844

14 de Fevereiro, dia de S. Valentim, dia dos namorados.

Vai um homem todo aperaltado, ramo de flores na mão e caixa de chocolates debaixo do braço, para um rendez-vous com a namorada à luz das velas e com mesa reservada, quando, ao passar por uma farmácia, dá de caras com um cartaz na montra: “14 de Fevereiro – Dia Europeu da Disfunção Eréctil – o seu caso tem tratamento”. E a ornamentar, uma foto de um jovial casal de meia idade, todo sorridente: “Eu tratei-me e reconquistei a vida!” – diz o senhor da foto, como se fosse aquele o seu “dia da hiena” (para quem não sabe, a hiena é um infeliz animal que tem relações sexuais só uma vez no ano). E a senhora ao lado dele, sorri também, felicíssima (a foto deve ter sido tirada no tal dia), e acrescenta: “Porque espera? Consulte o seu médico. A disfunção eréctil tem tratamento”.

Pasmo, e quase me dá o beribéri ao desconfiar que me enganei no dia!

Mas não. É mesmo 14 de Fevereiro.

Suspiro fundo, recomponho-me do choque, e dá-me uma guinada de raiva, estilo Stallone no último round do Rocky IV.

Eu só gostava de saber quem foi o brilhante génio da União Europeia, que teve a iluminada ideia de criar o dia Europeu “daquela coisa que eu disse”, e de o fazer coincidir com o Dia Dos Namorados!

Sim senhor! E é para isto que os elegemos!

Eu sempre achei que Bruxelas era uma espécie de albergue 6 estrelas onde vão a banhos os políticos que gostam de o ganhar sem dar nas vistas. Por isso não espanta que nem saibam a quantas andam, a não ser o horários dos voos da Ryanair que são baratinhos, e que Bruxelas lhes paga a preços da Fly Emirates.

Por outro lado, sei que nos tempos que correm há dias para tudo, imbecilidades estapafúrdicas tais como: Dia Internacional da Comida Picante (16/1); Dia Mundial das Zonas Húmidas (2/2); Dia do Engolidor de Espadas (28/2); Dia do Chá Gelado (8/2); Dia Mundial do Mosquito (20/8); Dia Internacional de Falar Como Um Pirata (19/9); Dia Mundial da Casa de Banho (19/11), entre muitos outros.

Daí que, numa segunda análise, e depois do tal jantar a dois (com tanto mel que a mesa mais parecia a piscina da abelha Maia) eu ficasse mais compreensivo e desculpasse a confusão do legislador europeu. No dia do Amor há que ser amorosamente generoso.

Mas que foi forte, foi. Publicidade rasteira: uma apelação às substâncias químicas elevadoras do humor masculino num dia em que são mais do que precisas.

Desculpo os veraneantes deputados da União Europeia com a condição de que tal não se repita! Mas é algo de que não tenho a certeza.

E justifico: no próximo dia 21 de Maio comemora-se o Dia Mundial do Whisky. Isso mesmo. O lóbi escocês na maior.

Só espero que, lá por Bruxelas, não haja nenhuma intelectualidade genial que se lembre de agendar para a mesma data o Dia Europeu das Doenças do Fígado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here