Início Histórias Os verdadeiros pastéis de Belém

Os verdadeiros pastéis de Belém

Em 1835 em Belém, numa tentativa de subsistência, os clérigos daquele mosteiro puseram à venda, numa loja rudimentar, uns pastéis de nata...

1068
COMPARTILHE
Os verdadeiros pastéis de Belém
Os verdadeiros pastéis de Belém

Os verdadeiros pastéis de Belém

Os pastéis de nata, ou Pastéis de Belém, são uma especialidade doceira da gastronomia portuguesa.

Em 1835, em Belém, próximo ao Mosteiro dos Jerónimos, numa tentativa de subsistência, os clérigos daquele mosteiro puseram à venda, numa loja rudimentar, uns pastéis de nata.

Nessa época, aquela zona ficava longe da cidade de Lisboa e o seu acesso era assegurado por barcos a vapor. A presença do Mosteiro dos Jerónimos e da Torre de Belém atraíam inúmeros visitantes que depressa se habituaram àquele doce conventual.

No início, os pastéis foram postos à venda numa refinaria de açúcar, por Domingos Rafael, confeiteiro português regressado do Brasil. Em 1837 foram inauguradas as instalações onde se situa atualmente a centenária pastelaria.

Aproveite a visita à região e prepare-se para enfrentar a fila que geralmente há na entrada da confeitaria. Mas vale a pena esperar…

A receita, transmitida e exclusivamente conhecida pelos mestres pasteleiros que os fabricam artesanalmente na Oficina do Segredo, mantém-se igual até aos dias de hoje. Tanto a receita original como o nome “Pastéis de Belém” estão patenteados.

(cont.)

1 COMENTÁRIO

  1. “No Brasil são conhecidos como pastéis de nata”???
    Em Portugal sim! Para todos os que não são feitos na Confeitaria de Belém!
    No norte do país até lhe chamam simplesmente “natas” ou “natinhas”!

    No Brasil qualquer bosta que tenha uma base de massa folhada de forma
    redonda, recheada com qualquer “mingau” amarelado, é apresentado como
    “Pástéu dji Béleim” e pior… apresentado como sobremesa…

    A ilegitimidade? Brasileiro não está nem aí p’ra isso…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here