Início Lugares Os políticos portugueses comem onde?

Os políticos portugueses comem onde?

Eis algumas das moradas – restaurantes, bares e cafés – onde os rostos da política se encontram, relativamente longe dos holofotes.

1037
COMPARTILHE
Os políticos portugueses comem onde
Os políticos portugueses comem onde? ©Gilberto Figueiredo

Os políticos portugueses comem onde?

A discrição é o prato do dia de quem serve os políticos portugueses e é com silêncio que uma casa conquista fama junto de quem manda. Eis algumas das moradas – restaurantes, bares e cafés – onde os rostos da política se encontram, relativamente longe dos holofotes.

23 – Majestic

Majestic – (Fotografia: Cristiano Silva/GI)

Não há presidente português do período da democracia que não tenha passado por este histórico café portuense, que, frequentemente, ocupa invejáveis posições nas tabelas dos mais belos do mundo. Também Jacques Chirac, o antigo presidente francês, passou por esta casa que tem servido de palco a debates. Entre as especialidades da casa, o destaque vai para a francesinha de fillet mignon.

Rua Santa Catarina, 112 (Baixa), Porto
Tel.: 222003887

22 – Pipa Velha

Pipa Velha – (Fotografia: Pedro Franadeiro/GI)

O espaço escuro, a média luz, e as paredes cobertas de cartazes de teatro colecionados ao longo de três décadas criam o ambiente que atrai jornalistas, atores e políticos, estes sobretudo ligados ao Bloco de Esquerda. «A proximidade ao Teatro Carlos Alberto e a longevidade do bar fizeram dele um ponto sempre muito ligado à cultura na cidade», conta o dono, Eurico Rocha, acrescentando que também se petisca fora de horas. Chouriço assado, tábuas de queijo e enchidos e tostas de vários tipos convivem bem com música jazz, indie ou outro estilo que a noite venha a pedir.

Rua das Oliveiras, 75 (Baixa), Porto
Tel.: 222082025

21 – Clube 21

Clube 21

«Este espaço é frequentado por elementos de vários quadrantes políticos, como o PS, o PSD e o CDS, e o ambiente aqui é mais ameno do que os debates na Assembleia. Às vezes até dividem doses», graceja José Alves, ele que está à frente dos destinos de um clube com 39 anos. A provar a diversidade de clientela, a lista de comensais vai de Passos Coelho a Francisco Assis, passando por Rui Rio – apreciador dos preguinhos no pão –, Miguel Cadilhe, Aguiar-Branco, Agostinho Branquinho. «Há 24 anos que estou cá e sempre passaram por aqui políticos e gente do futebol como o Pinto da Costa, o Valentim Loureiro ou Pimenta Machado», adianta José Alves. Para lá do preguinho, destaque ainda para o rosbife e para os miminhos de boi à moda do chefe.

Rua Afonso Lopes Vieira, 162 (Boavista), Porto
Tel.: 226095123
Preço médio: 25 euros

20 – Guarany

Guarany – (Fotografia: Pedro Granadeiro/GI)

Quando Rui Rio presidia ao município, era ali, conta quem sabe, «que se reunia com Paulo Rangel e Manuela Ferreira Leite». Com respeito à manutenção desses encontros, Agostinho Barrias, de 77 anos, prefere apontar mais para o passado e lembrar, com cautela, que «também se diz, sem ser cem por cento confirmado por nós, que quando Humberto Delgado veio em campanha ao Porto [1958], um dos cavalos da GNR terá entrado pelo café adentro», revela o proprietário. Por entre espelhos e telas de Graça Morais, vale a pena provar a cozinha de matriz portuguesa, com petiscos que vão desde as pataniscas aos filetes de polvo, passando por cabrito assado à serrana ou tripas à moda do Porto.

Avenida dos Aliados, 85-89, Porto
Tel.: 223321272
Preço médio: 20 euros

19 – O Barril

O Barril – (Fotografia: Carlos Santos Silva/GI)

O preguinho no pão com carne do lombo, por vezes fora de horas, é um dos argumentos que, desde há 40 anos, têm convencido elementos das forças políticas e do desporto a passar por este restaurante de cozinha regional e bar, onde também passou António Costa. A maior parte dos clientes, acrescenta, acaba por passar por aqui já depois «das dez da noite», após o jantar.

Alameda Eça de Queirós 40 (Antas), Porto
Tel.: 225 511 203
Preço médio: 12 euros

18 – Portucale

Portucale – (Fotografia: Pedro Correia/GI)

Neste restaurante podem ser apreciados lombo de boi flamejado e lombo de bacalhau no forno à marinheiro. Apesar de não ter salas privadas, é sempre possível pedir uma mesa mais resguarda. É frequentado pela elite política portuense.

Rua da Alegria, 598 (Baixa), Porto
Tel.: 225370717

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here