O que é Portugal? 10 palavras que definem um país indefinível

O que é Portugal? E como são os portugueses? Descubra 10 palavras que definem um país indefinível, diferente de todos os outros.

2
6014
Portugal

O que é, afinal, Portugal? Como definir um país que não se parece com nenhum outro do planeta? Como definir os portugueses, que conseguem ser latinos com temperamento nórdico, mediterrâneos mas virados para o Atlântico? Portugal: 10 palavras que definem um país indefinível.

RESISTÊNCIA

O país com as fronteiras mais antigas da Europa e o primeiro a adoptar a sua língua local como língua oficial tem sobrevivido contra todas as probabilidades a nove séculos de batalhas, guerras, terramotos, revoluções, e à criação e perda do primeiro império global do mundo.

Mapa de Portugal
Mapa de Portugal

UNIVERSAL

Com uma costa tão convidativa, Portugal nunca se conformou com os limites das suas fronteiras. Tendo sido o primeiro país europeu em grande parte da Ásia, de África e das Américas fez com que Portugal plantasse um pouco da sua cultura em todos os cantos do mundo. O resultado é o mais vasto Património Mundial da UNESCO espalhado pelo mundo por qualquer país. Existem fortes, igrejas e outros monumentos portugueses em locais inesperados, como China, Irão, Marrocos, Índia, Malásia, Quénia …

Descobrimentos
Descobrimentos

TEMPO

Fazer tempo e viver o presente é o que torna Portugal tão sedutor. Ficando uns dias no Alentejo ou até mesmo em Lisboa começa-se a sentir os ponteiros do relógio a passar mais lentamente, convencendo a aproveitar o momento. Tempo é o tesouro de Portugal.

Lagos
Lagos

INDIVIDUALIDADE

É mediterrânico mas encontra-se virado para o Atlântico, é ibérico mas não é espanhol, é europeu mas concentra-se mais no mar, é latino mas com um temperamento reservado mais típico dos nórdicos. É um país cheio de alma com uma rara individualidade, com consciência das suas características únicas, e com tesouros pouco conhecidos que o tornam tão enigmático e magnético.

Monsaraz
Monsaraz

DESCOBERTAS

Portugal foi, há cinco séculos, o pioneiro dos descobrimentos e da exploração marítima, dando “novos mundos ao mundo”, mas o país continua a ser uma terra de descobertas.

Descobrimentos
Descobrimentos

MAR

Um pequeno rectângulo à beira da Península Ibérica que demora apenas duas horas a atravessar da costa à fronteira não pode dizer que tem um interior. Portugal é por isso uma longa costa, um porto natural servindo de entrada e de saída da Europa com um imenso areal.

Algarve
Algarve

AZUL

Pode-se pintar a palavra “Portugal” de azul. Essa é a cor que cobre o país, e não só por causa do Atlântico. É também a cor do céu (o Algarve é a região com mais horas de sol por ano na Europa e Lisboa é a capital mais solarenga), a cor das deslumbrantes lagoas dos Açores, e sobretudo a cor dos azulejos que decoram o país de norte a sul.

Açores
Açores

OURO

Portugal também é da cor do ouro. Essa é a cor das falésias do Algarve, da profusão de jóias usadas no folclore do Minho e seus trajes tradicionais, e da filigrana artesanal. Mas há ainda a extraordinária talha dourada nas igrejas e palácios, talvez a maior arte nacional depois da azulejaria.

Igreja Paroquial de Válega
Igreja Paroquial de Válega

PEDRA

Um dos aspectos mais curiosos e fascinantes de Portugal é o seu variado uso da pedra e o bom estado de conservação do seu património pré-histórico. Desde a maior galeria ao ar livre de arte paleolítica no mundo em Foz Côa, às numerosas antas e cromeleques do Alentejo, aos fósseis e pegadas de dinossauros da Lourinhã que é um verdadeiro Parque Jurássico, passando ainda pelas obras de arte da calçada portuguesa, pelas vilas de mármore do Alentejo (Vila Viçosa, Estremoz), pelos mosaicos romanos de Conímbriga tão bem preservados e pela arquitectura manuelina tão bem esculpida.

Estilo Manuelino
Estilo Manuelino

SAUDADE

Usar “Portugal” e “saudade” na mesma frase pode já ser um lugar-comum, mas é verdade que uma palavra define a outra. Saudade é muito mais do que nostalgia ou melancolia. É paixão pela intensidade da vida, é aceitar o incompleto, é valorizar as conquistas, é gerar forças dos bons e dos maus momentos.

Saudade
Saudade

2 COMENTÁRIOS

  1. Excelente reflexão/ensaio!
    Só uma pequena crítica à noção de interior/interioridade. Reduzir o conceito à mera dimensão geográfica parece-me curto: Desde logo, porque devido ao relevo acidentado, há muitas zonas do país onde apesar das vias de comunicação, o acesso é difícil e demorado e de facto custa tempo chegar a lá. Esta característica explica muitas das paisagens diversificadas, os diversos microclimas e as diferenças subtis de sotaque às vezes de dentro de uma mesma região relativamente pequena. Nesse sentido, interioridade pode significar singularidade e isolamento. São questões que quem planeia e gere deveria ter em conta. Queremos ter interior, mas não queremos empurrar o interior para a desertificação ou o isolamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here