O poder de uma vírgula

É um pequeno pormenor da língua portuguesa mas pode fazer toda a diferença dependendo da forma como é utilizada. Descubra o poder de uma vírgula.

1
868
O poder de uma vírgula
O poder de uma vírgula

Apesar de parecer simples, o uso da vírgula é um elemento da escrita em que muitos tropeçam. E se quer deixar de tropeçar nas vírgulas, não deixe de ler os vários exemplos que preparámos para lhe mostrar o poder da vírgula, um pequeno pormenor da língua portuguesa que faz muita diferença quando é usado de uma forma ou de outra.

O poder de uma vírgula na leitura e na escrita

  1. Uma vírgula pode absolver… ou não.

– Se os jurados condenam, eu não absolvo.

– Se os jurados condenam eu não, absolvo.

2. Uma vírgula pode ser audácia… ou não.

– Beije, não abrace!

– Beije não, abrace!

3. Uma vírgula pode ser rotuladora… ou não.

– Quer café, fresco?

– Quer café fresco?

4. Uma vírgula pode ser mágoa… ou não.

– Não, te amo.

– Não te amo.

5. Uma vírgula pode ser uma pausa… ou não.

– Não, espere.

– Não espere.

6. Uma vírgula pode fazer desaparecer o seu dinheiro… ou não.

– 23,4.

– 2,34.

7. Uma vírgula pode ser autoritária… ou não.

– Aceito, obrigado.

– Aceito obrigado.

8. Uma vírgula pode criar vilões… ou não.

– Esse, juiz, é corrupto.

– Esse juiz é corrupto.

9. Uma vírgula pode ser a solução… ou não.

– Vamos perder, nada foi resolvido.

– Vamos perder nada, foi resolvido.

10. Uma vírgula pode mudar uma opinião… ou não.

– Não queremos saber.

– Não, queremos saber.

11. Uma vírgula pode matar alguém… ou não.

– Matar o homem, não é pecado.

– Matar o homem não, é pecado.

12. Uma vírgula pode ser uma segunda chance… ou não.

– Não, tenho outra saída.

– Não tenho outra saída.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here