O “estranho” despertar da TAP

O que aconteceu a estes administradores? Viram agora uma “luz” especial que lhes indica um outro caminho, que parecia impossível antes desta venda?

0
2695

A TAP anunciou um novo esquema de ligações entre Lisboa e o Porto, tem vindo a afirmar novas rotas e resolvido negócios que estavam a arrastar a companhia para o abismo. Tudo isto acontece depois da mudança de patrões e do controlo da TAP por privados. A administração surge agora cheia de ideias, com uma postura de futuro, positiva, com promessas de rentabilidade. O curioso é que a administração é a mesma dos tempos em que a TAP era pública, com poucas ou nenhumas interferências do estado, mas não funcionava. Na altura todos os cenários eram de despedimentos, encerramento de rotas e de muitas nuvens no futuro, mas afinal…

O que aconteceu a estes administradores? Viram agora uma “luz” especial que lhes indica um outro caminho, que parecia impossível antes desta venda?

Todos nós fomos pagando o arrastar da ineficácia das administrações, mas o que estamos a ver agora, com os mesmos que lá estiveram antes, deixa-me muitas dúvidas. Não entendo como é que as empresas, estando no domínio público, não funcionam e não são rentáveis, mas depois de vendidas a privados se tornam belos negócios altamente lucrativos. Na TAP a situação é ainda mais estranha, porque a administração é a mesma, desmentindo a ideia de que alguns dos gestores do Estados não conseguem os mesmos resultados dos privados.

Temos que ser muito mais exigentes como cidadãos e não permitir que nos continuem a contar histórias à volta de empresas e serviços que serão sempre um problema, mas depois dão destes negócios. O Estado tem que ser um exemplo na gestão, inovando, racionalizando, com as melhores práticas e as mais qualificadas equipas de trabalho. Temos demasiados exemplos de negócios ruinosos para os contribuintes, que se tornaram galinhas de ovos de ouro na mão de privados. Parece óbvio que temos andado a ser enganados, mas poderei ser eu que estou a ler mal a coisa…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here