O Elixir da Juventude!

"Um verdadeiro milagre! Um elixir que é uma garantia de eternidade terrena, capaz de fazer desistir os velhinhos de qualquer paraíso idílico repleto de anjos, ou de vinte virgens com bar à descrição do outro lado da vida."

0
1377

De repente, os génios do marketing e da banha da cobra, fizeram a descoberta do século: em Portugal há mais velhinhos do que novinhos. E, como consequência, deduziram de imediato que há mais velhinhos a comprar do que novinhos. E como se esta descoberta já não fosse por si extraordinária, penetraram a fundo na questão e encontraram o Graal: os velhinhos têm mais dinheiro do que os novinhos.

Vai daí, idealizaram a mais completa e sofisticada campanha para venderem aos velhinhos o mais apetecido xarope que a Medicina busca há séculos: o elixir da juventude.

Então, utilizando os mais ultramodernos meios mediáticos, como os programas da manhã, os Jornais do “diz que disseram”, as adivinhadeiras dos Tarots, as revistas “cor-de-rosa-quando-foge”, a par com a contratação de indiscutíveis e prestimosas figuras públicas de quem ninguém duvida, avançaram com a promoção do tal elixir.

Um verdadeiro milagre! Um elixir que é uma garantia de eternidade terrena, capaz de fazer desistir os velhinhos de qualquer paraíso idílico repleto de anjos, ou de vinte virgens com bar à descrição do outro lado da vida.

E é um “ver se te havias” de cápsulas recheadas de cálcio de primeira, à mistura com analgésico de segunda e anti-inflamatório de terceira. E complexos vitamínicos onde não falta sequer a baba de caracol e o esperma de rinoceronte. E também há emplastros para o reumático, sapatos de gel para acalmar os calos, cintas para apertar as banhas, ligas para as artroses, pedaleiras para dar ao pé enquanto, sentadinhos, vêm as cenas de violência doméstica das telenovelas.

E livros, muitos livros, que explicam, tim-tim por tim-tim, como os velhinhos podem reverter ao zero, as consequências da boémia nos anos em que julgavam que a juventude era eterna.

E para remate final, a cereja no topo do elixir: os antioxidantes! A bem da verdade, a Pedra Filosofal da eterna juventude. “Deixem-se abençoar pelos antioxidantes, e viverão eternamente!” – gritam os novos sacerdotes da imortalidade.

E, nas duas mãos destes honoráveis defensores do nosso bem-estar, as caixas milagrosas: – Leve as duas pelo preço de uma! Mas atenção: isto não está à venda nas farmácias nem nas lojas. Somente através do telefone XPTO!

E lá vão os velhinhos à desfilada a correr para o XPTO…

Contudo…

Se lhes melhorassem as miseráveis reformas…

Se lhes dessem apoio médico e social…

Se não os insultassem como sendo a “peste grisalha” que infectou o país…

Se não os tratassem como seres descartáveis cujo lugar no mundo está ocupado…

Se tivessem um beijo de vez em quando dos que amam…

Alguma atenção…

Talvez não vivessem eternamente. Ou talvez, sim.

Nestas alturas da vida, a ternura, a atenção e o respeito, fazem milagres que nem o elixir da juventude seria capaz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here