Início Histórias Lembra-se como era andar na escola nos anos 80?

Lembra-se como era andar na escola nos anos 80?

Não havia hipermercados nem muito dinheiro para gastar. Recorde os livros, o material escolar e as brincadeiras que se faziam nos intervalos ou depois das aulas.

2251
COMPARTILHE

_

Mas a mania do colecionismo não se ficava por aí. Havia as coleções de cápsulas dos refrigerantes para ganhar um copo, uma t-shirt ou um brinquedo, as coleções de borrachas perfumadas ou de folhas coloridas para o dossier, dos autocolantes do Bollycao, dos invólucros das pastilhas elásticas…

Os famosos autocolantes do Bollycao. DR

Por falar em pastilhas elásticas, também só as comíamos de vez em quando, por isso era preciso que durassem. Técnica: colá-las debaixo da mesa à hora das refeições e depois ir lá buscá-las e metê-las na boca outra vez.

Nessa altura todas as pastilhas elásticas eram brancas e nós, sábios ingénuos, mordíamos um bico de um lápis de cor et voilá… tínhamos uma pastilha de qualquer tonalidade que exibíamos em grandes balões.

Como é que passámos por tantos perigos e sobrevivemos?

01

DR

Nos anos 80 voltar à escola não era sinónimo de consumismo mas de prometedoras liberdades. Recorde na fotogaleria os livros, o material escolar e as brincadeiras que se faziam nos intervalos ou depois das aulas.

02

Imagem retirada do blogue Enciclopédia de Cromos

Nos anos 80 a coleção de livros “Papu” ensinou muitas crianças a ler.

03

Imagem retirada do blogue Enciclopédia de Cromos

Os livros escolares eram forrados em casa com plástico autocolante. Este ritual gerava sempre raiva e tensão nos pais que tentavam em vão que o papel não ficasse com bolhas de ar.

04

Imagem retirada do blogue Enciclopédia de Cromos

No 1º ciclo do ensino básico o Estudo do Meio chamava-se Meio Físico e Social e os livros denunciavam a forte ideologia de esquerda que marcava a escola pública.

05

Imagem retirada do blogue Eu Ainda Sou do Tempo

Os cadernos eram finos, sem argolas nem lombada. Os que mais sucesso faziam eram os que replicavam os desenhos animados da televisão (como estes, do herói que viajava pela história do desporto, Sport Billy). Mas em muitas escolas os cadernos a usar obedeciam a regras estritas e tinham de ser sempre iguais. Uma frustração.

06

Imagem retirada do blogue Eu Ainda Sou do Tempo

Chamavam-se “pastas escolares” e não malas ou mochilas. Eram em geral retangulares e deviam durar pelo menos quatro anos. Só se mudava de pasta quando se mudava de ciclo escolar. Isso obrigava as crianças a serem cuidadosas com o material.

07

DR

Ontem como hoje o estojo era um objeto de grande prazer e liberdade. Nos anos 80 o furor foram os estojos de lata. Outro modelo popular eram os que já traziam o material arrumado. Claro que com o passar dos meses poucos eram os que conseguiam manter o estojo em ordem.

(cont.)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here