Início Cultura Expressões curiosas: origem e significado

Expressões curiosas: origem e significado

Cor de burro quando foge. Andar à toa. Onde judas perdeu as botas. Conheça a origem e significado de algumas expressões curiosas da língua portuguesa.

4892
COMPARTILHE

Amigo da onça

Segundo estudiosos da língua portuguesa, este termo surgiu a partir de uma história curiosa. Conta-se que um caçador mentiroso ao ser surpreendido, sem armas, por uma onça, deu um grito tão forte que o animal fugiu apavorado. Como quem o ouvia não acreditou, dizendo que, se assim fosse, ele teria sido devorado. O caçador, indignado, perguntou se afinal o interlocutor era seu amigo ou amigo da onça. Atualmente, a expressão significa amigo falso, hipócrita.

De pequenino é que se torce o pepino

Os agricultores que cultivam os pepinos precisam de dar a melhor forma a estas plantas. Retiram uns “olhinhos” para que os pepinos se desenvolvam. Se não for feita esta pequena poda, os pepinos não crescem da melhor maneira porque criam uma rama sem valor e adquirem um gosto desagradável. Assim como é necessário dar a melhor forma aos pepinos, também é preciso moldar o caráter das crianças o mais cedo possível.

Cor de burro quando foge

A frase original era “Corra do burro quando ele foge”. Tem sentido porque, o burro enraivecido, é muito perigoso. A tradição oral foi modificando a frase e “corra” acabou transformada em “cor”.

Favas contadas

De acordo com o pesquisador Câmara Cascudo, antigamente, votavam-se com as favas brancas e pretas, significando sim ou não. Cada votante colocava o voto, ou seja, a fava, na urna. Depois vinha o apuramento pela contagem dos grãos, sendo que quem tivesse o maior número de favas brancas seria eleito. Atualmente, significa uma coisa certa, negócio seguro.
_

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here