Estação de Aveiro

Na cidade conhecida pela Veneza Portuguesa, fica uma das mais belas estações de comboio do país, a estação de Aveiro, com as suas fachadas em azulejo.

0
4429
Estação de Aveiro
Estação de Aveiro

O antigo edifício da Estação de Aveiro apresenta uma fachada totalmente decorada de azulejos policromos, em tons azuis e amarelos, que representam várias cenas ferroviárias, naturais e de cultura e actividades tradicionais. A estação de Aveiro é composta por três secções; uma parte central, de três pisos, que inclui três portas amplas ao nível do solo, e dois laterais simétricos, com dois pisos, contendo uma porta e dois postigos de secção rectangular.

Estação de Aveiro
Estação de Aveiro

Esta estação assume-se como um bom exemplo, a nível regional, do estilo denominado de Casa Portuguesa. Originalmente, a estação estava instalada num edifício pequeno e simples; em princípios do Século XX, tornou-se insuficiente para o crescimento que se verificou no movimento ferroviário, o que forçou à modificação e alargamento do edifício, entre 1915 e 1916.5 Em Fevereiro de 1916, as obras estavam muito adiantadas, e em Abril podiam-se considerar quase terminadas.

Estação de Aveiro
Estação de Aveiro

No âmbito deste projecto, a estação foi enfeitada, em 1916, com vários painéis de azulejos, seguindo a tendência que se verificava nessa altura para decorar as gares ferroviárias. Esta intervenção foi levada a cabo por Licínio Pinto e Francisco Pereira, utilizando azulejos da Fábrica Fonte Nova.

Estação de Aveiro
Estação de Aveiro

Esta remodelação foi envolta em polémica, devido ao facto do plano original incluir, lado a lado, retratos de José Estevão e Manuel Firmino; assim, decidiu-se retratar apenas este último e D. José de Salamanca y Mayol, que possuía a concessão das obras na Linha do Norte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here