Início Cultura Curiosas Expressões da Língua Portuguesa

Curiosas Expressões da Língua Portuguesa

Bode expiatório. Casa da Mãe Joana. Erro crasso. Madalena arrependida. Conheça estas e outras curiosas expressões da língua portuguesa.

Curiosas Expressões da Língua Portuguesa
Curiosas Expressões da Língua Portuguesa

Curiosas Expressões da Língua Portuguesa

As expressões idiomáticas estão presentes em todas as línguas e culturas e caracterizam-se por não ser possível identificar o seu significado apenas através do sentido literal das palavras que as compõem.

As religiões, mitologias e a própria história costumam representar ricas fontes para gerar expressões idiomáticas, que são preservadas através das gerações. Na cultura lusófona, muitas expressões referem-se especialmente a episódios da mitologia greco-romana, das religiões judaica e cristã e da história do mundo ocidental.

Segue-se uma lista de curiosas expressões da língua portuguesa geradas a partir destas fontes, acompanhadas de uma breve explicação sobre a sua origem e significado:

Origem mitológica


Toque de Midas

Capacidade de enriquecimento fácil, que se pode voltar contra o beneficiado, como castigo pela sua ambição desmedida.

Origem: Midas foi um personagem da mitologia grega, rei da cidade frígia de Pessinus. Após ter libertado Sileno, mestre e pai da criação do deus Dionísio, recebeu, como recompensa que ele próprio escolhera, o dom de transformar qualquer coisa em ouro, pelo simples toque. Este dom mostrou-se trágico quando Midas percebeu que nunca mais poderia comer nem beber nada. Desesperado, quase a morrer de fome, Midas implorou a Dionísio que lhe retirasse o terrível dom.

Bicho de sete cabeças

Enorme ameaça ou dificuldade, requerendo grande coragem e/ou astúcia para ser superada.

Origem: Nesta expressão destacam-se duas interpretações. A primeira sustenta que a sua origem está na mitologia grega, mais precisamente na história da Hidra de Lerna, uma monstruosa serpente com sete (ou nove) cabeças que se regeneravam mal eram cortadas, e exalavam um vapor que matava quem estivesse por perto. A morte da Hidra foi o segundo dos famosos doze trabalhos de Hércules. De acordo com uma segunda teoria, a expressão seria uma referência à primeira das duas bestas do Apocalipse de São João, descrita como um monstro de sete cabeças e dez chifres.

Calcanhar de Aquiles

Ponto vulnerável, físico, moral ou intelectual.

Origem: Aquiles foi um semideus e herói da mitologia grega, considerado o maior guerreiro da Guerra de Troia e o personagem principal da Ilíada, de Homero. Quando Aquiles nasceu, a sua mãe Tétis mergulhou o seu corpo no rio Estige para torná-lo imortal; ficou, no entanto, vulnerável no calcanhar, parte do corpo pelo qual ela o segurava. No final da guerra contra Troia, Aquiles foi efetivamente morto por uma flecha no calcanhar, desferida por Páris, príncipe troiano.

Agradar a gregos e troianos

Agradar a todos, mesmo a pessoas com características muito diferentes; agradar a dois partidos opostos.

Origem: Páris, príncipe troiano, raptou Helena, rainha grega, esposa de Menelau. Gregos e troianos envolveram-se numa violenta guerra. O conflito durou dez anos e terminou com a destruição de Troia. A vitória dos gregos foi possível graças a Odisseu, que teve a ideia de construir o célebre cavalo de Troia. Por esta história se conclui que agradar a gregos e troianos é uma tarefa difícil, mesmo impossível.

1
2
3

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.