Início Histórias Como surgiram os nossos brinquedos e brincadeiras?

Como surgiram os nossos brinquedos e brincadeiras?

A história do brinquedo é tão antiga como a história do homem! Muitos deles nasceram nas grandes civilizações antigas. E como surgiram os nossos brinquedos?

234
COMPARTILHE
Como surgiram os nossos brinquedos e brincadeiras?

Como surgiram os nossos brinquedos e brincadeiras?

A história do brinquedo é tão antiga quanto a história do homem! Muitos brinquedos que existem hoje nasceram nas grandes civilizações antigas, e vários deles permaneceram inalterados ao longo do tempo.

A viagem pela história dos brinquedos permite-nos percorrer culturas, estilos, modos de vida, regras sociais, uso de materiais e ferramentas, relações pessoais. É uma história recheada de curiosidades, inventores criativos, brinquedos que fazem sucesso e fábricas que lutam para se aperfeiçoar.

Originalmente, os brinquedos de todos os povos são originários da indústria doméstica, daquela que se constituía em pequena escala e atendia às necessidades particulares. Uma indústria que não acabou e que até hoje se tem desenvolvido é a dos brinquedos artesanais.

Como surgiram alguns dos nossos brinquedos:

Bonecas

No Antigo Egito, já foram encontradas bonecas em túmulos de crianças, do período situado entre 3 mil e 2 mil a.C., feitas de madeira e banhadas em argila, com cabelos de verdade. Segundo os arqueólogos, as bonecas eram colocadas no túmulo para a criança brincar no mundo do “além”.

Já na Grécia Antiga e em Roma, nos rituais que antecediam o casamento, as jovens que se iam casar, entregavam as suas bonecas e outros brinquedos à deusa Ártemis, simbolizando o fim da infância. A produção de bonecas, com objetivos comerciais, teve início na Alemanha e em Paris, por volta do século XV.

E até 1930, eram produzidas com pano, por costureiras e artesãos. Aos poucos, as bonecas artesanais foram substituídas pelas mais modernas, que cantam, dançam, andam de patins e bicicleta, choram, dormem…

Bonecos de Peluche

Duas histórias explicam a criação do urso de peluche. Uma versão conta que o urso de peluche foi inventado no século XIX, nos EUA, e ficou conhecido como “teddy-bear” por um motivo curioso: o presidente americano, Theodore Roosevelt, recusou-se a participar numa caçada aos ursos em 1902. Um fabricante de bonecos de peluche decidiu batizá-los de ‘teddy-bear’ em homenagem à atitude de Roosevelt.

A outra versão aponta a sua origem para Alemanha: o desenhista de brinquedos alemão, Richard Steiff, viu uma exibição de ursos verdadeiros e teve a ideia de fazer um urso de brinquedo. Em 1903, ele exibiu o seu novo brinquedo, Friend Petz, na Feira de Brinquedos de Leipzig.

Fofinhos, macios e que dão gosto abraçar, os bonecos de peluche conquistaram adultos e crianças com sua simpatia.

Comboios miniatura

Um dos admiradores dos comboios foi Napoleão III, sobrinho de Napoleão Bonaparte, eleito presidente da França em 1848 e que, três anos depois, tornou-se imperador. O primeiro comboio elétrico em miniatura foi feito em 1835 por um ferreiro nova-iorquino.

Carrinhos miniatura

Feitos de madeira, os primeiros carrinhos surgiram em simultâneo com os automóveis reais criados pela indústria Renault, nos primeiros anos do século XX. Com o passar dos tempos, o material utilizado para a produção dos carrinhos mudou, e muito!

Hoje, eles são feitos de plástico, metal ou acrílico, têm controles moderníssimos, mas os tradicionais carrinhos de madeira ainda podem ser encontrados, dividindo o espaço nas prateleiras das lojas com carrinhos de última geração.

1
2
3
COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here