Início Tradições Como comer uma Francesinha?

Como comer uma Francesinha?

A Francesinha é o prato mais famoso do Porto. Comer uma francesinha tem a sua ciência, saiba o que pode fazer para melhor saborear esta iguaria.

2017
Como comer uma Francesinha?
Como comer uma Francesinha?

Como comer uma Francesinha?

Algo puritano,
mas eis para nós a melhor forma para saborear uma francesinha

Se alguma vez visse algo que exibisse no título “Como comer uma Francesinha”, ria-me. Mas acima de tudo, como portuense, ficaria intrigado. Não se trata da etiqueta da Francesinha, mas acima de tudo de não complicar o que é simples.

Sendo a francesinha um prato algo diabólico, vimos aqui trazer alguma ordem à mesa no momento deste repasto para que melhor o possa desfrutar.

Sai uma francesinha sem bife!

Linguiça, mortadela, salsicha fresca e fiambre. A francesinha não precisa de ser mais carnuda. Será que um bife faz falta? Não faz, nenhum bife brilha quando colocado entre uma tira de fiambre e linguiça.

Até porque o contributo gustativo destas carnes fumadas anulam completamente qualquer contributo de sabor ou textura que o bife pudesse oferecer a este prato.

Prepare-se agora para o argumento histórico. Nos anos 50 – quando alegadamente a francesinha foi criada – o preço dos bifes dava sustos de morte e, no fim de contas, a francesinha era suposto ser um prato económico – , e portanto, o recheio da francesinha contava com carne de porco assada e não com bife.

Apesar da tradição não o contemplar, o bife de alguma forma ganhou popularidade e saltou para dentro da francesinha.

O molho não é para enfeitar

Francesinha sem molho, é como carne sem sangue. O molho confere-lhe sabor e amacia a textura. Quando a francesinha é servida, o molho está apenas em contacto íntimo com a carapaça de queijo que a recobre.

Mas não isso chega, e é preciso deixar que o seu interior seja banhado pelo molho a cada garfada, para que melhor se liguem todos os seus ingredientes. Se o molho que acompanha a sua francesinha não for suficiente, só terá que pedir mais.

(cont.)

1 COMENTÁRIO

  1. Como chef, nunca li tanto disparate junto. Vê se bem que alem de não perceber nada de carnes nada percebe de vinhos.
    Confesse lá. Teve um devaneio gastronomico e resolveu escrever esta trapalhada toda.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.