Início Lugares Destinos As Sete Novas Maravilhas do Mundo (1 é portuguesa)

As Sete Novas Maravilhas do Mundo (1 é portuguesa)

4939
As Sete Novas Maravilhas do Mundo (1 é portuguesa)
As Sete Novas Maravilhas do Mundo (1 é portuguesa)

As Sete Novas Maravilhas do Mundo (1 é portuguesa)

A publicação norte-americana Bloomberg anunciou as Sete Novas Maravilhas do Mundo. Entre os sete novos destinos a conhecer há um nome bem conhecido dos portugueses.

As Sete Maravilhas do Mundo foram anunciadas com a chegada do novo século e desde então que por lá passam, todos os dias, milhares de turistas e curiosos. Mas nem só de sítios ‘para a fotografia’ se faz o mundo, até porque ainda há muitos locais que podem não estar na lista das Sete Maravilhas, mas que bem podiam estar.

É desta premissa que a Bloomberg parte para ganhar confiança suficiente e enumerar aquelas que considera ser “As Sete Novas Maravilhas do Mundo”. Todas elas, diz a publicação, têm uma grande vantagem em comum: Ainda ninguém ouviu falar delas e, por isso, dificilmente dará por si parado nas filas de turistas.

Nesta lista há ainda outra particularidade: Uma delas é Portuguesa e está a meio caminho da distância entre Porto e Lisboa.

A Cidade Perdida – Colômbia

As Sete Novas Maravilhas do Mundo
A Cidade Perdida – Colômbia – As Sete Novas Maravilhas do Mundo

As ruínas da Cidade Perdida, situada no Parque Nacional Natural de Tayrona, junto à Serra Nevada, na Colômbia, têm mais de mil anos de história e chegaram a ser a casa de mais de dez mil habitantes.

Os rastos da civilização foram-se perdendo até cerca de 1970, ano em que a zona representou ‘uma mina de ouro’ para caçadores de espécies raras e exploradores à procura de artefactos únicos.

As Sete Novas Maravilhas do Mundo
A Cidade Perdida – Colômbia – As Sete Novas Maravilhas do Mundo

Esta é, pelo menos, a versão contada pelos historiadores que têm estudado a Cidade Perdida. Nas regiões mais próximas, diz a Bloomberg, têm nascido várias iniciativas culturais para dar a conhecer este destino aos turistas.

As Pirâmides de Meroé – Sudão

As Sete Novas Maravilhas do Mundo
As Pirâmides de Meroé – Sudão – ©Albee Yeend – As Sete Novas Maravilhas do Mundo

Os conflitos civis que, em 2011, levaram à divisão do Sudão, tornaram-no num país consideravelmente difícil de conhecer, e isso inclui as pérolas que o país esconde, entre elas as Pirâmides de Meroé.

Mas há empresas que veem neste contexto uma oportunidade de negócio, como é o caso da Explorations Company. Seguindo o seu dono e diretor, Nicola Shepherd, a empresa de turismo de luxo já tem no seu leque de ofertas visitas guiadas e personalizadas de seis dias.

As Sete Novas Maravilhas do Mundo
As Pirâmides de Meroé – Sudão – As Sete Novas Maravilhas do Mundo

Entre os vários itinerários estão as pirâmides e as ruínas do templo principal de Soleb, um monumento repleto de hieróglifos sobre a história do Deus Amon.

Volubilis – Marrocos

Volubilis - MarrocosAs Sete Novas Maravilhas do Mundo
Volubilis – Marrocos – ©Mark Borton – As Sete Novas Maravilhas do Mundo

Foi em Volubilis que cresceu e se desenvolveu o reino da Mauritânia. Situado nas montanhas marroquinas, junto à cidade de Meknes, este destino ainda é pouco acessível para quem o queira conhecer dada a falta de itinerários, mas isso está a mudar.

Empresas como a Intrepid Tavel estão a trabalhar para fazer de Volubilis um destino turístico como Marraquexe ou Chefchaouen.

As Sete Novas Maravilhas do Mundo
Volubilis – Marrocos – As Sete Novas Maravilhas do Mundo

“Visitar Volubilis é como entrar numa viagem no tempo. As suas ruínas incrivelmente ornamentadas levam-nos ao terceiro século antes de Cristo, num sítio onde, nas dez décadas seguintes viveram romanos, cristãos, muçulmanos e berberes, todos eles deixando a sua marca”, descreve a publicação norte-americana.

Ruínas do império Vijayanagar – Hampi (Índia)

As Sete Novas Maravilhas do Mundo
Ruínas do império Vijayanagar – Hampi (Índia) – ©IndiaPictures/Universal Images Group Editorial – As Sete Novas Maravilhas do Mundo

Há alguns anos, visitar este pedaço de história significava passar a noite num comboio noturno que levava os turistas até às ruínas e os trazia de volta logo no dia seguinte.

Mais recentemente, os empresários do turismo aperceberam-se do potencial desta localização e abriram uma série de pousadas. A eles seguiram-se os magnatas do setor, que já mandaram construir hotéis de melhor qualidade.

As Sete Novas Maravilhas do Mundo
Ruínas do império Vijayanagar – Hampi (Índia) – As Sete Novas Maravilhas do Mundo

Juntamente com o turismo, também estão a ser desenvolvidas outras infraestruturas e estradas nas redondezas. Tudo isto faz antever que, num futuro breve, este virá a ser um dos destinos mais procurados entre os amantes de viagens.

(cont.)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.