Início Lugares Destinos As Sete Novas Maravilhas do Mundo (1 é portuguesa)

As Sete Novas Maravilhas do Mundo (1 é portuguesa)

3715
As Sete Novas Maravilhas do Mundo (1 é portuguesa)
As Sete Novas Maravilhas do Mundo (1 é portuguesa)

As Sete Novas Maravilhas do Mundo (1 é portuguesa)

A publicação norte-americana Bloomberg anunciou as Sete Novas Maravilhas do Mundo. Entre os sete novos destinos a conhecer há um nome bem conhecido dos portugueses.

As Sete Maravilhas do Mundo foram anunciadas com a chegada do novo século e desde então que por lá passam, todos os dias, milhares de turistas e curiosos. Mas nem só de sítios ‘para a fotografia’ se faz o mundo, até porque ainda há muitos locais que podem não estar na lista das Sete Maravilhas, mas que bem podiam estar.

É desta premissa que a Bloomberg parte para ganhar confiança suficiente e enumerar aquelas que considera ser “As Sete Novas Maravilhas do Mundo”. Todas elas, diz a publicação, têm uma grande vantagem em comum: Ainda ninguém ouviu falar delas e, por isso, dificilmente dará por si parado nas filas de turistas.

Nesta lista há ainda outra particularidade: Uma delas é Portuguesa e está a meio caminho da distância entre Porto e Lisboa.

A Cidade Perdida – Colômbia

As Sete Novas Maravilhas do Mundo
A Cidade Perdida – Colômbia – As Sete Novas Maravilhas do Mundo

As ruínas da Cidade Perdida, situada no Parque Nacional Natural de Tayrona, junto à Serra Nevada, na Colômbia, têm mais de mil anos de história e chegaram a ser a casa de mais de dez mil habitantes.

Os rastos da civilização foram-se perdendo até cerca de 1970, ano em que a zona representou ‘uma mina de ouro’ para caçadores de espécies raras e exploradores à procura de artefactos únicos.

As Sete Novas Maravilhas do Mundo
A Cidade Perdida – Colômbia – As Sete Novas Maravilhas do Mundo

Esta é, pelo menos, a versão contada pelos historiadores que têm estudado a Cidade Perdida. Nas regiões mais próximas, diz a Bloomberg, têm nascido várias iniciativas culturais para dar a conhecer este destino aos turistas.

As Pirâmides de Meroé – Sudão

As Sete Novas Maravilhas do Mundo
As Pirâmides de Meroé – Sudão – ©Albee Yeend – As Sete Novas Maravilhas do Mundo

Os conflitos civis que, em 2011, levaram à divisão do Sudão, tornaram-no num país consideravelmente difícil de conhecer, e isso inclui as pérolas que o país esconde, entre elas as Pirâmides de Meroé.

Mas há empresas que veem neste contexto uma oportunidade de negócio, como é o caso da Explorations Company. Seguindo o seu dono e diretor, Nicola Shepherd, a empresa de turismo de luxo já tem no seu leque de ofertas visitas guiadas e personalizadas de seis dias.

As Sete Novas Maravilhas do Mundo
As Pirâmides de Meroé – Sudão – As Sete Novas Maravilhas do Mundo

Entre os vários itinerários estão as pirâmides e as ruínas do templo principal de Soleb, um monumento repleto de hieróglifos sobre a história do Deus Amon.

Volubilis – Marrocos

Volubilis - MarrocosAs Sete Novas Maravilhas do Mundo
Volubilis – Marrocos – ©Mark Borton – As Sete Novas Maravilhas do Mundo

Foi em Volubilis que cresceu e se desenvolveu o reino da Mauritânia. Situado nas montanhas marroquinas, junto à cidade de Meknes, este destino ainda é pouco acessível para quem o queira conhecer dada a falta de itinerários, mas isso está a mudar.

Empresas como a Intrepid Tavel estão a trabalhar para fazer de Volubilis um destino turístico como Marraquexe ou Chefchaouen.

As Sete Novas Maravilhas do Mundo
Volubilis – Marrocos – As Sete Novas Maravilhas do Mundo

“Visitar Volubilis é como entrar numa viagem no tempo. As suas ruínas incrivelmente ornamentadas levam-nos ao terceiro século antes de Cristo, num sítio onde, nas dez décadas seguintes viveram romanos, cristãos, muçulmanos e berberes, todos eles deixando a sua marca”, descreve a publicação norte-americana.

Ruínas do império Vijayanagar – Hampi (Índia)

As Sete Novas Maravilhas do Mundo
Ruínas do império Vijayanagar – Hampi (Índia) – ©IndiaPictures/Universal Images Group Editorial – As Sete Novas Maravilhas do Mundo

Há alguns anos, visitar este pedaço de história significava passar a noite num comboio noturno que levava os turistas até às ruínas e os trazia de volta logo no dia seguinte.

Mais recentemente, os empresários do turismo aperceberam-se do potencial desta localização e abriram uma série de pousadas. A eles seguiram-se os magnatas do setor, que já mandaram construir hotéis de melhor qualidade.

As Sete Novas Maravilhas do Mundo
Ruínas do império Vijayanagar – Hampi (Índia) – As Sete Novas Maravilhas do Mundo

Juntamente com o turismo, também estão a ser desenvolvidas outras infraestruturas e estradas nas redondezas. Tudo isto faz antever que, num futuro breve, este virá a ser um dos destinos mais procurados entre os amantes de viagens.

(cont.)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.