Início Lugares Destinos Arrepiante Miradouro Ponte 25 Abril

Arrepiante Miradouro Ponte 25 Abril

Não vale a pena tentar suavizar as coisas, esta é uma experiência imprópria para cardíacos. Se sofre de vertigens, este miradouro não é para si!

1457
COMPARTILHE
Miradouro Ponte 25 Abril
Miradouro Ponte 25 Abril

Arrepiante Miradouro Ponte 25 Abril

O sétimo pilar da ponte, na margem norte do Tejo, perto das docas, tem um museu sobre a história da ponte 25 de Abril e um miradouro, no topo, ao nível do tabuleiro rodoviário, com acesso por elevador.

Arrepiante Miradouro Ponte 25 Abril ainda em construção
Miradouro Ponte 25 Abril ainda em construção

Os turistas que visitam Lisboa são frequentadores habituais dos miradouros espalhados pela cidade das sete colinas. Mas este verão, a capital passou a ter na lista dos seus miradouros a plataforma mais alta, instalada junto ao rio, virada para poente, num nível muito superior ao do Padrão dos Descobrimentos. Mais alto só estará, na margem sul, o miradouro do Cristo Rei.

Miradouro Ponte 25 Abril
© Rodrigo Antunes, Lusa

O miradouro tem chão e paredes de vidro e foi instalado no pilar 7 da icónica ponte, a uma altura de 80 metros, encontrando-se ao nível do tabuleiro por onde é feita a circulação automóvel. Recorde-se que, ao contrário da irmã-gémea Golden Gate Bridge, em São Francisco, não é permitido o atravessamento de peões na Ponte 25 de Abril, pelo que este miradouro vem pela primeira vez dar às pessoas uma vista muito desejada.

Miradouro Ponte 25 Abril

Além do miradouro, foi instalado no pilar 7 um centro interpretativo – Experiência Pilar 7 – que procura explicar aos visitantes a história e o propósito da Ponte que todos os dias é atravessada por milhares de automóveis. A visita começa numa sala onde está a maquete original da infraestrutura, a que se segue uma espera pela subida num primeiro elevador na Sala dos Trabalhadores, onde são projectados em 360º quatro pequenos filmes que mostram a construção e intervenções na ponte sobre o Tejo.

Miradouro Ponte 25 Abril
© Rodrigo Antunes, Lusa

A visita passa ainda por uma sala com espelhos, para dar a ilusão de profundidade do pilar, e por um passadiço com vista para a zona ribeirinha, que vai até a um outro elevador panorâmico. Este levará o visitante até à altura do tabuleiro rodoviário. Após a descida, está disponível um simulador que permite ao visitante acompanhar, através de realidade virtual, uma equipa de manutenção da ponte.

Miradouro Ponte 25 Abril
© Rodrigo Antunes, Lusa

Quanto ao preços dos bilhetes, variam entre os quatro euros (estudantes, seniores ou por pessoa em grupos de 10 ou mais visitantes) e os seis euros. As crianças até aos cinco anos não pagam. Já a experiência de realidade virtual custa 1,5 euros, sendo que a sessão é gratuita também para crianças com mais de cinco anos.

Miradouro Ponte 25 Abril
Entrada para o Miradouro Ponte 25 Abril

O projeto – Experiência Pilar 7 – custou 5,3 milhões de euros, metade dos quais provenientes da taxa turística que Lisboa cobra aos seus visitantes.. Os outros 50% são verbas da Associação de Turismo de Lisboa (ATL), que vai gerir a estrutura durante os próximos 15 anos e que, nesse período, “deverá recuperar o investimento”, explica Vítor Costa, presidente da entidade. A infraestruturas de Portugal (IP) receberá uma renda anual de 90.000 euros. De referir que a organização espera receber 150 mil visitantes por ano.


_
Lisboa tem outros locais em que podem ser observadas as mais variadas paisagens. São exemplos:

O Miradouro de São Pedro de Alcântara,

Miradouro de São Pedro de Alcântara
Miradouro de São Pedro de Alcântara

o Miradouro do Castelo de São Jorge,

Miradouro do Castelo de São Jorge
Miradouro do Castelo de São Jorge

o Elevador de Santa Justa

Elevador de Santa Justa

e o Miradouro do Cristo Rei,

Miradouro do Cristo Rei
Miradouro do Cristo Rei

entre muitos outros que fazem as delícias dos lisboetas e dos turistas que por lá passam.
_

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here