Início Lugares Destinos 9 locais que ninguém tem coragem de visitar

9 locais que ninguém tem coragem de visitar

São locais onde, de certeza, não vai querer ir. Para bem da sua saúde e da saúde dos seus familiares, fique longe dos 9 locais mais radioativos do planeta.

10333
COMPARTILHE
locais mais radioativos do planeta
9 locais que ninguém tem coragem de visitar

9 locais que ninguém tem coragem de visitar

Expor-se à radioatividade é algo, definitivamente, não recomendável. Quando o corpo humano recebe radiação ionizante, as suas células são danificadas e, dependendo do nível de radiação, essas células podem morrer. Nestes casos, a pessoa apresenta quadros de hemorragia, anemia e queimaduras na pele que surgem logo nas primeiras horas.

Isso sem falar em exposições a doses mais elevadas de radiação que podem matar uma pessoa em questão de poucos dias. Na dúvida, procure sempre evitar qualquer contacto, mantendo-se afastado, por exemplo, dos lugares mencionados abaixo. Tratam-se dos locais mais radioativos do planeta:

09. Hanford, EUA

Hanford
Hanford

Hanford Site é uma instalação nuclear desativada localizada às margens do rio Columbia, no estado de Washington, e operado pelo Governo Federal dos Estados Unidos.

Durante a Guerra Fria o projeto foi expandido para abrigar nove reatores nucleares e cinco grandes complexos de processamento de plutónio, o qual fora utilizado em cerca de sessenta mil armas do arsenal nuclear norte-americano. A tecnologia nuclear desenvolveu-se rapidamente durante esse período e os cientistas de Hanford lograram marcos notáveis nesse segmento.

Todavia, muitos dos métodos de segurança e descarte de lixo revelaram-se inadequados. Documentos do Governo confirmaram que as operações de Hanford liberaram quantidades significativas de materiais radioativos no ar e no rio Columbia, ameaçando a saúde dos residentes e o ecossistema.

08. Costa da Somália

Costa da Somália
Costa da Somália

Num país mergulhado na guerra e sem governantes respeitados, há alegações de que as águas da Somália e do solo, sem proteção por parte do governo, têm sido utilizados para o naufrágio ou o enterramento de resíduos nucleares e metais tóxicos – incluindo 600 barris de lixo tóxico e nuclear, bem como lixo hospitalar radioativo.

Na verdade, o Programa das Nações Unidas para Meio Ambiente acredita que os barris enferrujados que apareceram na costa da Somália durante o tsunami de 2004, teriam sido já despejados naquela zona em 1990.

07. Mayak, na Rússia

Mayak
Mayak

Mayak foi local de um dos piores acidentes nucleares da história. Em 1957, uma explosão dispersou de 50 a 100 toneladas de resíduos altamente radioativos, contaminando um imenso território a leste dos Urais.

O regime soviético manteve o acidente em segredo por aproximadamente 30 anos. As condições de trabalho no Mayak, e a falta de responsabilidade ambiental do passado, levaram à contaminação adicional do Lago Karachai e de diversos acidentes e fatalidades.

Algumas regiões de seu entorno permanecem até hoje restritas devido à radiação. Nos últimos 45 anos, aproximadamente 400,000 pessoas foram contaminadas em consequência de um ou mais incidentes.

06. Sellafield, Reino Unido

Sellafield
Sellafield

Sellafield, anteriormente conhecida como Windscale, é uma usina de reprocessamento de material nuclear, e anteriormente também de geração elétrica, localizada próxima à costa do mar de Irlanda, em Cumbria, Inglaterra, junto à população e estação de ferrovia de Seascale.

O Windscale foi o primeiro reator nuclear do mundo a fornecer energia ao grande público. Em 1957, um incêndio num reator provocou um acidente nuclear de nível 5 na escala internacional com 7 níveis, o pior desastre nuclear da história do Reino Unido.

1
2
COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here