Início Tradições 65 bons vinhos portugueses a provar em 2018

65 bons vinhos portugueses a provar em 2018

Os dias são de boas-vindas, à vida que aí vem e, por isso, o tempo é de reavaliar a garrafeira. Conheça 65 bons vinhos portugueses para provar em 2018.

2339
COMPARTILHE
65 bons vinhos portugueses a provar em 2018
65 bons vinhos portugueses a provar em 2018

65 bons vinhos portugueses a provar em 2018

Assim vão os vinhos portugueses: cada vez mais e cada vez melhores. Ao longo do ano foram lançados no mercado inúmeros vinhos dos mais variados tipos e estilos, muito bem feitos, sempre. E o que se pode dizer, após centenas de provas, é simplesmente isto: há vinhos muito bons para todos os gostos.

A lista que se segue, meramente exemplificativa, serve de registo de alguns dos vinhos que ficaram na memória, quer pela sua qualidade excecional quer pela boa relação entre a qualidade e o preço. Por isso se subdivide em duas partes: a primeira, com grandes vinhos, escolhidos sem olhar ao preço; a segunda, com vinhos bons e acessíveis, em que o custo é tido em conta (impõe-se uma nota: os preços de venda ao público que se indicam são os recomendados pelos produtores).

São todos bons, mas com categoria diferente. Provaram-se vinhos suficientes para várias listas como esta, que visa dar uma ideia do melhor que se faz de norte a sul do País.

65 bons vinhos portugueses

Casa Ferreirinha Reserva Especial Tinto 2009

Quatro castas nobres portuguesas – 45% Touriga Franca, 30% Touriga Nacional, 15% Tinta Roriz e 10% Tinto Cão – deram este magnífico vinho de cor rubi profunda; aroma intenso e complexo a fruta e especiarias com notas balsâmicas, leve toque floral e madeira bem integrada; paladar pleno de harmonia com taninos finos bem presentes e acidez perfeita, poderoso no ataque, mas aveludado e com um final muito elegante e longo. €175

Desalmado Tinto DOC Tejo 2012

O topo de gama da Adega do Cartaxo honra esse estatuto com a cor granada profunda e bela, o aroma concentrado com boas notas de frutos silvestres, o sabor intenso com a fruta madura, os taninos redondos e a acidez correta. Final longo, persistente e afirmativo. €30

blog ’13 by Tiago Cabaço

O ano de 2013 foi excecionalmente propício para as castas Syrah e Alicante Bouschet, de cujas uvas se fez este vinho de cor vermelha escura; aroma concentrado e complexo com notas florais e frutadas; paladar intenso e estruturado, vigoroso sem ser agressivo, de textura aveludada, elegante, com final fresco. Grande vinho de servir. €30

Crochet Douro Tinto 2014

É a quarta colheita do Crochet e provavelmente a melhor, porque deu um vinho portentoso. Feito de uvas das castas Touriga Franca e Touriga Nacional, estagiou 18 meses em barricas de carvalho francês e tem cor vermelha muito carregada, aroma fino e concentrado com fruta madura, paladar elegante com estrutura firme e taninos suaves, tudo na melhor harmonia. €30

Pai Abel Bairrada Tinto 2011

Duas castas, Baga (80%) e Touriga (20%), para um vinho perfeito, obra-prima que honra a Bairrada e o País. Concentrado na cor, intenso e complexo no aroma com notas de frutos silvestres, de especiarias e balsâmicas, muito elegante na boca, enfim, modelar na frescura, poder e equilíbrio. Não cabe em palavras. €70

65 bons vinhos portugueses

Quinta da Gaivosa Douro DOC Tinto 2013

Na linha dos Quinta da Gaivosa: cor rubi profunda; aroma intenso com frutos silvestres em evidência e notas acentuadamente balsâmicas; paladar encorpado com taninos finos, boa acidez e boa fruta, num todo muito equilibrado e elegante; final longo com aliciante complexidade. €38

Fonte do Ouro Touriga Nacional Especial 2015

Exclusivamente da casta Touriga Nacional, a que no Dão deve boa parte da fama dos seus vinhos distintos e aromáticos. Fermentou com longa e suave maceração para extrair o máximo de potencial da casta e está perfeito: cor rubi carregada, aroma floral a violetas e bergamota, bem casado com a madeira, paladar elegante com taninos robustos, mas suaves, final muito suave e persistente. €21,50

Mouchão Tonel Nº 3-4 2011

Produzido apenas em anos excecionais com uvas da casta Alicante Bouschet, fermentou em lagares e estagiou 30 meses nos tonéis 3 e 4. Cor granada intensa, aroma complexo com notas de frutos pretos, de especiarias e químicas, paladar envolvente com muito boa fruta, taninos finos, grande estrutura. Está na primeira linha dos grandes vinhos portugueses e merece guarda em bom recato. €130

Chryseia Tinto 2015

Resulta de uma seleção muito criteriosa e cuidada, primeiro das uvas de três quintas, depois dos melhores vinhos que delas se fazem para o lote Chryseia, que é sempre excecional. Acaba de chegar ao mercado e, mais uma vez, supera as expectativas: cor vibrante, aroma fino e complexo com deliciosas notas de flores e de frutos pretos, paladar encorpado e profundo, mas elegante, com enorme frescura e perfeito equilíbrio. €50

Quinta do Monte d’Oiro Reserva Syrah & Viognier 2013

Concentrado na cor, fino e complexo no aroma com muito boa fruta e madeira bem integrada, elegante no paladar com taninos finíssimos, de veludo, e acidez viva, mas contida, redondo, equilibrado, sedutor, enfim, com tudo o que um vinho precisa para ser diferente e distinto. €32

(cont.)

1
2
3
4
5
6
7
8
COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here