Início Opinião 60 impressões de uma brasileira em Portugal

60 impressões de uma brasileira em Portugal

Uma brasileira em Portugal: há 7 anos que eu não como pão francês, aqui o pão é tão duro que se jogar na cabeça de um burro mata o coitado, com certeza.

8806
COMPARTILHE

_
49 – Os transportes públicos até funcionam bem (quando não há greve).

50 – Mas fora das grandes cidades você precisa de carro.

51 – Em Portugal, a habitação da população de classe média e baixa, é o apartamento.

52 – Morar em vivendas (casas com jardim, piscinas, etc…), só para os ricos e muito ricos.

53 – Os apartamentos normalmente têm aquecimento / aquecedor / ar condicionado, e têm paredes com bom isolamento.

54 – Mas também é comum encontrar no interior do país casas sem nada disso.

55 – Aqui, mesmo se você não tiver TV, na conta da luz vem uma taxa de audiovisual, que é uma contribuição para o canal do estado a RTP.

56 – Em Portugal há uma vila que se chama Cuba, e alguns historiadores acreditam que Cristóvão Colombo nasceu lá. Até tem uma estátua nessa vila em homenagem ao descobridor.

57 – Em Évora, no Alentejo, há uma capela feita com ossos humanos e na entrada pode ler-se a seguinte mensagem: “Nós ossos que aqui estamos pelos vossos esperamos”, nunca a visitei e nem sei se teria coragem… lol

58 – O Fado é a música de Portugal e é considerado Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO, eu sinceramente não gosto.

59 – As corridas de touro (Touradas) são uma crueldade absurda com os animais, muitos jovens Portugueses condenam essa tradição, mas a verdade que para a maioria é um espetáculo, e sempre que há corridas de touro as praças estão lotadas e passam na TV as “mais importantes”.

60 – No Brasil, todo lugar que é longe da sua casa é o fim do mundo. Pois Sagres, que é a vila mais a sudoeste da Europa continental, pode-se dizer, literalmente, que é o fim do mundo. A fortaleza de Sagres é um monumento de cortar a respiração.

Autora: Débora
_

1
2
3
4
5
COMPARTILHE

6 COMENTÁRIOS

  1. Muito bem mas precisa actualizar na política tanto o presidente como o primeiro ministro. Talvez ainda não apareceu na Folha do Brazil ou outro pas quim.
    LOL está coberto pelo acordo?

  2. O ponto 19 é completamente errado!

    Aliás, se Portugal tivesse um rei, o Sr Duarte de Bragança e a sua descendência seriam os últimos portugueses na linha de sucessão já que a sua linha foi excomungada da linha de sucessão real.
    O que acontece é que “dava jeito” a um novo “regime político” chamado democracia alimentar esse facto e portanto como esse Sr. é “compincha” fizeram por ignorar a realidade.

    Mas como em qualquer regime politico, se voltassemos à monarquia as regras que se aplicariam seriam as regras monárquicas (da mesma forma que as regras monárquicas não se aplicam à democracia o contrário também é verdade), e assim segundo as regras monárquicas o Sr Duarte não tem qualquer pretenção legitima ao trono.

    Uma mentira repetida muitas vezes não se torna verdade por mais que esse Sr. insista.
    Julgo, apesar de não estar certo, que segundo as regras monárquicas o Sr Duarte de Bragança não pode sequer usar o título de “Dom”.

  3. fotocopias autenticadas por meia duzia de centimos nas juntas de freguesias , de norte a sul do país

    Seja feliz no meu país que tambem é o seu enquanto cá estiver.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here