Início Histórias 11 segredos estranhos sobre a Lua que talvez desconheça

11 segredos estranhos sobre a Lua que talvez desconheça

Terremotos, poeira letal, o efeito lunar sobre o nosso sono e o magnetismo são apenas alguns dos mistérios mal explicados da nossa lua.

1821
COMPARTILHE

_

10 – Sombras lunares

Quando Neil Armstrong e Buzz Aldrin chegaram pela primeira vez ao então desconhecido solo lunar, rapidamente fizeram a surpreendente descoberta de que a falta de uma atmosfera faz com que as sombras na lua sejam bem mais escuras do que as de cá. Quando colocavam os seus pés dentro de uma sombra, eles ficavam completamente invisíveis, mesmo com o Sol a bater forte sobre as suas cabeças.

Embora tenham notado que os seus olhos podiam adaptar-se à escuridão, o contraste entre as áreas claras e as sombreadas continuou forte. As coisas só ficaram mais estranhas quando eles perceberam que as suas próprias sombras tinham contornos luminosos, causados pelo efeito de oposição (facto que eles descobriram posteriormente) – um fenómeno que faz com que áreas negras pareçam cercadas por faixas de luz quando vistas de determinado ângulo do Sol.

As sombras da Lua causaram problemas em muitas das missões Apollo. Alguns astronautas não conseguiram realizar as suas tarefas de manutenção porque as suas próprias mãos bloqueavam a luz, enquanto outros se confundiram pensando que iriam pousar numa ladeira íngreme e bateram no chão sem luz, que mais parecia uma caverna profunda.

11 – Magnetismo misterioso

Um dos mistérios mais duradouros do nosso satélite é a sua falta de campo magnético – o que se provou ser um problema real quando se descobriu que as rochas lunares, trazidas pelos astronautas nas décadas de 60 e 70, eram magnéticas. Será que elas tinham origem alienígena? Como é isso possível?

Hoje a Ciência já descobriu que a Lua costumava ter um campo magnético, mas ainda não se chegou a um consenso sobre o que exatamente o fez desaparecer. Há duas teorias principais: uma equipa de investigadores acredita que isso aconteceu devido a movimentos naturais do núcleo de ferro do astro, enquanto a outra defende que o seu desaparecimento deve estar relacionado com uma série de impactos de grandes rochas espaciais.

Autor: Leonardo Rocha
Fonte: Mega Curioso
_

1
2
3
4
COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here