10 coisas que não deve publicar nas redes sociais

Estão cada vez mais presentes mas nem por isso quer dizer que tenhamos que expor toda a nossa vida. 10 coisas que não se deve publicar nas redes sociais.

0
21588
Redes sociais
Redes sociais

As redes sociais já fazem parte do nosso dia-a-dia. Não há dia que passe sem darmos um salto ao Facebook ver as novidades dos amigos, ao Twitter ver os pensamentos de quem seguimos ou ao Instagram ver imagens de momentos especiais (ou não!). Se enquanto somos voyeurs não corremos o risco de nos expormos, quando somos nós a publicar informação da nossa vida há algumas preocupações que devemos ter, não vá o post desencadear alguma acção/reacção desagradável. Neste artigo listamos 10 coisas que não deve publicar nas redes sociais, ou pelo menos em que deve pensar 30 vezes antes de o fazer!

10. Conversas pessoais

Conversas pessoais
Conversas pessoais

Para além de serem pessoais, há conversas que ninguém quer ler nas redes sociais! Quase todas as ferramentas permitem o envio de mensagem privadas, onde podemos manter conversas longe dos olhares alheios. Não há coisa mais irritante que assistir à conversa pública de dois pombinhos a partilharem carinhos um com o outro! Para além de lamechas, deixa de ser uma conversa pessoal quando estão mais 500 pessoas a ler, com vontade de intervir ou destruir!

  1. Fotos dos miúdos
Fotos dos miúdos
Fotos dos miúdos

É comum nas redes sociais partilharmos fotos da família e dos miúdos. Porém se pertencer aos 40% de utilizadores que não restringem o acesso ao seu perfil, então essas fotografias poderão ser vistas por todos. É triste, mas o facto é que os predadores andam por toda a parte a vasculhar a internet à procura da sua presa. Toda a publicação de informação que envolva crianças deve ser restrita ao mínimo para sua protecção, partilhada apenas com pessoas que conhece e confia.

  1. Morada e número de telefone
Morada e número de telefone
Morada e número de telefone

Por razões de segurança a partilha da morada e/ou do número de telefone nas redes sociais (ou em qualquer outro lado) pode dar aso a roubo de identidade ou a outro tipo de ameaças. Apenas com um dos dados, morada ou telefone, é possível chegar ao outro utilizando sites especializados e públicos. É certo que por exemplo o Facebook pode ser uma forma simples de espalhar que perdemos o telemóvel e temos um novo número, mas com a quantidade de pessoal estranho que vagueia pelas redes sociais, provavelmente é uma acção arriscada!

  1. Planos de saídas / férias
Planos de saídas / férias
Planos de saídas / férias

Intimamente ligada com o ponto anterior, já se tornou um hábito dos utilizadores das redes sociais fazer check in no local onde estamos seja um café, uma loja ou um local de férias. Esta informação aparentemente inocente revela uma coisa importante – não estamos ou não vamos estar em casa! Uma boa prática será partilhar as fotos ou comentários depois de regressar do local. Pelo menos dessa forma se alguém nos tentar invadir o domicílio, estamos lá para testemunhar!

  1. Actividades ilegais
Actividades ilegais
Actividades ilegais

Fazer alguma coisa ilegal e sair impune é para muitos motivo de orgulho. Ora, como o ser humano gosta de alimentar o ego, rapidamente o “infractor” publica fotos do seu acto ou do prémio numa rede social para receber a admiração da comunidade. Aquela foto inocente a fumar um charro, ou a fazer um grafitti ou com um artigo gamado numa loja de roupa é meio caminho andado para ser apanhado e “pagar” pelo acto. Cuidadinho!

  1. Insultos e mentiras
Insultos e mentiras
Insultos e mentiras

As nossas avós costumavam dizer: “Se não tens nada de jeito para dizer, o melhor é ficares calado!”. Esta expressão continua a ser um ensinamento a seguir nas redes sociais. Reagir a comentários de forma rude e agressiva sem argumentos racionais é comum e aos olhos de quem o lê torna-nos nuns verdadeiros imbecis! Postar mentiras é ainda mais grave! Uma mentirinha num café com amigos tem um alcance limitado. Numa rede social pode alastrar e tornar-se num verdadeiro pesadelo!

  1. Desabafos sobre trabalho
Desabafos sobre trabalho
Desabafos sobre trabalho

Chegamos a casa mal humorados! Levámos uma bronca do chefe e vamos para o Facebook desancar no homem! Tem tudo para correr mal! Partilhar nas redes sociais detalhes sobre o nosso empregador, colegas ou o tema em que estamos a trabalhar é de muito mau tom! Para não dizer que cada vez mais é motivo de despedimento, com razão! Mesmo se for para comunicar ao mundo boas noticias (um aumento, uma promoção, uma viagem, etc.), deve sempre pensar nas implicações que o comentário pode gerar. Uma boa notícia pode facilmente desencadear reacções negativas inesperadas.

  1. Dados financeiros
Dados financeiros
Dados financeiros

Há partida podemos pensar que ninguém vai voluntariamente publicar os seus dados financeiros (PINs, NIBs, número de cartão de crédito, etc.) online, mas isso acontece. Alguém mal-intencionado pode agarrar nessa informação e começar a explora-la. Cuidado também com os dados que fornecemos nas aplicações das redes sociais. Estas aplicações pedem sempre mais informação do que necessitam e nem sempre com um objectivo justificável.

  1. Passwords ou dicas sobre passwords
Passwords ou dicas sobre passwords
Passwords ou dicas sobre passwords

Pode até parecer ridículo, mas a verdade é que é extremamente fácil agarrar na informação que uma pessoa publica nas redes sociais e descobrir a sua password. Datas de nascimento, nicknames, nome dos animais de estimação e outros são termos que frequentemente utilizamos nas nossas passwords. Errado! Correndo o risco de falarmos para o vazio, fica aqui a recomendação – as passwords devem ser o mais complexas e estranhas possíveis e devemos alterá-las com frequência. Obviamente, não devem ser partilhadas com ninguém!

  1. Fotografias embaraçosas
Fotografias embaraçosas
Fotografias embaraçosas

Cada vez mais as redes sociais vivem das imagens e de tudo o que pode ser consumido rapidamente. Há pessoas que têm a tendência a colocar fotos de tudo aquilo que fazem no seu dia. Se as fotografias da comida ou dos pés são normalmente inocentes, as que envolvem bebedeiras e afins embaraçam sempre alguém! Devia ser proibido postar fotos a partir das 22h! Quando são os amigos a postar é grave, mas podemos sempre retirar a nossa identificação e esperar que ninguém repare! Quando somos nós próprios a colocar a foto online não é grave, é parvo! E mais uma vez as consequências podem escalar a um nível de embaraço irremediável!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here